Renascença e Reforma
Líderes políticos e ideólogos
Ideologia e História da Europa
Teatro 1502-1536
Gil Vicente
Retórica e Drama
Arte e Dialéctica
Textos
Back
Next
O teatro da renascença na Corte portuguesa

As Obras de Teatro de Gil Vicente.

Teatro da Corte e para a Corte portuguesa do século xvi.

O estado da arte - estádio da pesquisa - sobre os objectos da Arte do Teatro.

Investigação científica incidindo sobre os Objectos de Arte: as peças de Teatro para o espectáculo encenado por Gil Vicente.

Publicações mais recentes  (2018 - 2019)

Gil Vicente Trovador - Mestre da Balança

Um Ser singular - Controvérsia das ditas assinaturas


1518-1519 / 2018-2019
500 anos do Auto das Barcas

N. 14 - 1518-1519 - Barcas

 

Pub. 2019 - BNP, Depósito Legal:  461803/19

Título:  Gil Vicente Auto das Barcas

Sub.título:  Inferno - Purgatório - Glória

Capa mole, impresso em papel branco.

Dim. 170x240 mm. Pag. 320 (texto da peça completo)

 

- O Auto das Barcas de Gil Vicente pode classificar-se como uma Comédia erudita (altamente erudita), sobre a Ética do Poder na Europa do século xvi.

 


1518-1519 / 2018-2019
500 anos do Auto das Barcas         - aqui 

...sobre o
Zarpar das Barcas

 

Pub. 2018 - BNP, Depósito Legal:  438125/18

Título:  Sobre o Auto das Barcas de Gil Vicente

Sub.título: Inferno - ...a interpretação -1

Capa mole, impresso em papel creme.

Dim. 143x210 mm. - Pag.  112

(Com edição distribuída em PDF)

 

- Da Divina Comédia (Inferno) de Dante à Barca do Inferno de Gil Vicente, passando pela Suma Teológica de Tomás de Aquino.

 

Listagem de Publicações (desde 2008)

 

 

Pub. 2008 - BNP, Depósito Legal:  280322/08

Título:  Gil Vicente e Platão - Arte e Dialéctica

Sub.título:  Íon de Platão

Capa mole, impresso em papel branco.

Dim. 170x233 mm.  - Pag.  176

 

- Texto e análise ao pormenor da Obra "Íon" de Platão.

O Belo inteligível em "Hípias" de Platão.

- Retórica e o Belo (Arte) em Platão e Gil Vicente.

 

- Dados, conceitos, considerações e reflexões para o estudo do trabalho criativo de Gil Vicente.

 

Peças de Teatro - Com os textos do Objecto Arte - História da Europa (N.s)

N. 01 - 1502 - Visitação

 

Pub. 2010 - BNP, Depósito Legal:  308019/10

Título:  Gil Vicente Auto da Visitação

Sub.título: Sobre as Origens

Capa mole, impresso em papel branco.

Dim. 170x233 mm. Pag. 182 (texto da peça completo)

(Com a edição distribuída em PDF)

 

- O Trabalho científico no estudo das Obras de Teatro.

Procedimentos da análise textual das peças de Gil Vicente.

Procedimentos subsequentes na investigação em Arte.

Uma análise dos mais ínfimos pormenores no texto do Auto da Visitação, onde o Autor apresenta a Reprodução do Poder. (sec. xvi). A análise de uma peça de Teatro mais além do seu próprio texto.

N. 02 - 1502 - Pastoril Castelhano

 

Pub. 2014 - BNP, Depósito Legal:  371774/14

Original digital de 2014,  somente em PDF.

Título:  Gil Vicente Auto Pastoril Castelhano

Sub.título: A autobiografia em 1502

Dim. 170x233 mm. Pag. 118 (texto da peça completo)

(Edição distribuída em PDF)

 

- O confronto de Gil Vicente (Autor) com o seu futuro (de trabalho criativo) na Corte portuguesa. A peça celebra o seu sucesso na Corte portuguesa, pela peça anterior.

- Do trabalho com Lucas Fernandez… Este, então organista da rainha Maria (mulher de Manuel I de Portugal).

Leia-se a tragédia do país pela sequência das peças a seguir: Reis Magos (1503) e Quatro Tempos (Natal de 1503).

 

N. 03 - 1503 -  Reis Magos

 

Pub. 2016 - BNP, Depósito Legal:  408130/16

Original digital de 2016,  somente em PDF.

(Cópia impressa para a BNP)

Título:  Gil Vicente Auto dos Reis Magos

Sub.título: …(festa) Cavalgada dos Reis

Dim. 170x240 mm. Pag. 74 (texto da peça completo)

(Edição distribuída em PDF)

 

- Certamente a primeira farsa de Gil Vicente, com sensível influência do que se fez (faz) em Florença e possivelmente noutros principados e ducados italianos, por ocasião das festas dos "reis magos": a Cavalgada dos Reis.

- Além de outros primores, a peça questiona o Clero sobre a actividade e sobretudo o desejo sexual… Porque é que há isso de ser pecado?

N. 04 - 1503 -  Quatro Tempos

 

Pub. 2016 - BNP, Depósito Legal:  408131/16

Original digital de 2016,  somente em PDF.

(Cópia impressa para a BNP)

Título:  Gil Vicente Auto dos Quatro Tempos

Sub.título: Triunfo do Verão - Sagração dos Reis Católicos

Dim. 170x240 mm.  Pag. 94 (texto da peça completo)

(Edição distribuída em PDF)

 

- Um Triunfo Universal com reminiscências da festa del Paradiso, criada por Leonardo da Vinci para Ludovico il Moro duque de Milão, em homenagem a Isabel de Aragão princesa de Nápoles, uma festa à espanhola.

- Trata-se de uma peça essencialmente crítica no drama que apresenta, num espectáculo visual, coreográfico e sobretudo, musical.

 

 

Texto do Auto de São Martinho

N. 05 - 1504 - São Martinho

 

A primeira referência, bastante irónica, às obras de Erasmo de Roterdão nas peças de Gil Vicente:  muito directamente ao Manual do Cavaleiro Cristão - o Enquiridion - incidindo sobre a Caridade cristã, virtude mais apontada por Erasmo nos seus conselhos ao leitor da obra.

 

 

 

Texto do Sermão de Abrantes

 

...sem número, porque não é uma peça de Teatro, pelo que não se enquadra na dramatizada História da Europa.

-------- 1506 - Sermão de Abrantes

 

Em 6 de Março de 1506 em Abrantes, Gil Vicente apresenta o âmago do seu Projecto de Trabalho para as representações na Corte portuguesa, num excelente trabalho de retórica onde prevalece a suprema ironia, aquilo de que tratará o seu Teatro, como aquilo de que não tratará nas suas peças, como ainda aquilo de que é - por demais - inútil tratar (ou mesmo ainda referir) … Poema que denota a sua bem assimilada vasta cultura clássica.

N. 06 - 1508 -  Alma  (veja a  2ª edição)

 

Pub. 2008 - BNP, Depósito Legal:  280323/08

Título: Auto da Alma de Gil Vicente

Sub.título: Erasmo o Enquiridion e Júlio II

Capa mole, impresso em papel branco.

Dim. 170x233 mm.  Pag. 270 (texto da peça completo)

(Com 2ª edição distribuída em PDF)

 

- Publicado em Agosto de 2008, este livro constitui um marco importante no estudo - como investigação científica -  das Obras de Teatro de Gil Vicente.

(Ainda há exemplares desta primeira edição à venda)

 

A segunda edição (PDF de 2012) não contém todo o texto desta primeira edição.

 

N. 06 - 1508 -  Alma

 

Pub. 2012 - BNP, Depósito Legal: (s/n)

Original digital de 2012,  2ª edição, somente em PDF

Título:  Gil Vicente Auto da Alma

Sub.título: Erasmo o Enquiridion e Júlio II

Dim. 170x233 mm. Pag. 256 (texto da peça completo)

(Edição distribuída em PDF)

 

- A peça confronta o pensamento de Erasmo (1503-1506) com a doutrina da Igreja e as decisões do Papa Júlio II, sobretudo pela construção da nova Basílica de São Pedro: uma nova estalagem para as almas no caminho desta vida,

segundo a exegese da parábola do Bom Samaritano. Assim como apresenta a questão da Eucaristia em discussão na época, e o seu muimento, o contentor para conservação do Corpo de Cristo: a sua Custódia de Belém.

 

Pub. 2010 - BNP, Depósito Legal:  308018/10

Título:  Carta de Santarém  1531

Sub.título:  Sobre o Auto da Índia

Capa mole, impresso em papel branco.

Dim. 170x233 mm.  - Pag.  78

(Com a edição distribuída em PDF)

 

- Publicação preliminar…

Análise da prosa de Gil Vicente: a Carta de Santarém.

Apresenta-se de antemão para, ao invés das suas peças, se entender o discurso objectivo de Gil Vicente, com um objecto e objectivo na sua narrativa, sem ironias.

E o exemplo da construção do drama: numa análise do texto da peça Auto da Índia. - Datação da peça, análise textual e espaço plástico para uma encenação condigna.

Sentido histórico do Auto da Índia.

N. 07 - 1509 - Índia

 

Texto do Auto Quem tem farelos

 

N. 08 - 1509 - Quem tem farelos

Texto do Auto da Fé

 

N. 09 - 1510 - Fé

N. 10 - 1511 - Sibila Cassandra

N. 11 - 1512 -  O Velho da Horta  (veja a 2ª edição)

 

Pub. 2010 - BNP, Depósito Legal:  308020/10

Título:  Gil Vicente O Velho da Horta

Sub.título:  De Sibila Cassandra à Tragédia da Sepultura

Capa mole, impresso em papel branco.

Dim. 170x233 mm. Pag. 102 (texto da peça completo)

 

A Saga do Papa Júlio II e a Tragédia da sua Sepultura.

Sobre o contrato para a Sepultura, a abertura do Museu do Vaticano e a inauguração da pintura de Miguel Ângelo na abóboda da Capela Sistina, em 1 de Novembro de 1512.

Uma peça na sequência da publicação do Cancionero general (1511) de Hernando del Castillo, que vai incentivar a publicação por Garcia de Resende do Cancioneiro Geral  dos poetas da Corte portuguesa, alguns figurantes da peça.

 

N. 11 - 1512 - O Velho da Horta

 

Pub. 2017 - BNP, Depósito Legal:  430588/17

2017,  2ª Edição, limitada em em papel a 12 ex.

Título:  Gil Vicente O Velho da Horta

Sub.título:  De Sibila Cassandra à Tragédia da Sepultura

Capa mole, impressos 12 exemplares em papel branco.

Dim. 170x240 mm.  Pag. 130 (texto da peça completo)

(Com a edição distribuída em PDF)

 

A Saga do Papa Júlio II e a Tragédia da sua Sepultura inacabada, e pelos confrontos com Miguel Ângelo.

 

- No prefácio desta edição: a Rotina de Kaprekar e o (actual) posicional sistema numérico. A questão essencial do zero à esquerda que em geral passa desapercebida.

 

Texto do Auto da Fama

 

N. 12 - 1514 - Fama

N. 13 - 1515 - Exortação da Guerra

 

Pub. 2013 - BNP, Depósito Legal:  368071/13

Original digital de 2013, somente em PDF

Título:  Gil Vicente Exortação da Guerra

Sub.título: Da Fama ao Inferno

Dim. 170x233 mm.  Pag. 102 (texto da peça completo)

(Edição distribuída em PDF)

 

- Peça escrita por Gil Vicente em 1515, e representada antes da partida para Mamora em 13 de Junho de 1515.

Enorme crítica à iniciativa da Guerra e à política de el-rei Manuel I de Portugal, equiparando o caso desta "aventura" de Portugal com o desastre da Guerra de Tróia e da queda de Cartago.

- A didascália foi bastante censurada pela Inquisição.

 

Texto de Miserere

 

...sem número, porque não é uma peça de Teatro, pelo que não se enquadra na dramatizada História da Europa.

--------- 1517 - Miserere

 

Oração Miserere dei escrita e, muito possivelmente, apresentada com coral na Câmara da rainha Maria em 23 de Janeiro de 1517, no primeiro ano da morte de seu pai Fernando de Aragão, O Católico.

 

N. 14 - 1518 - 1519 - Barcas

 

Ver publicações recentes...

 

N. 15 - 1519 - Viúvo

N. 16 - 1520 - Tragédia de Dido e Eneias

N. 17 - 1521 - Fadas

N. 18 - 1521 - Cortes de Júpiter

N. 19 - 1521 - Rubena

Texto do Pranto de Maria Parda

 

N. 20 - 1522 - Pranto de Maria Parda

N. 21 - 1522 - Dom Duardos

 

Pub. 2017 - BNP, Depósito Legal:  428825/17

Título:  Gil Vicente Tragédia Dom Duardos

Sub.título: O príncipe estrangeiro

Capa mole, impressos 12 exemplares em papel branco.

Dim. 170x240 mm.  Pag. 146 (texto da peça completo)

(Com edição distribuída em PDF)

 

- Desta peça o Autor criou uma segunda versão, para ser representada em 1523, com uma prelucidação de Gil Vicente onde discorre com ironia sobre o motivo da reescrita e o objecto do drama representado.  A segunda versão foi impressa na Compilação das Obras de 1586.

- A peça figura a tragédia de Carlos de Habsburgo (o príncipe estrangeiro) à conquista de Espanha (Flérida, Castela), "seguindo" a tradição literária da conquista.

N. 22 - 1523 - Inês Pereira

 

Pub. 2017 - BNP, Depósito Legal:  428826/17

Título:  Gil Vicente Inês Pereira

Sub.título:  As Comunidades de Castela

Capa mole, impressos 12 exemplares em papel branco.

Dim. 170x240 mm.  Pag. 112 (texto da peça completo)

(Com edição distribuída em PDF)

 

- Mais vale asno que me carregue que cavalo que me derrube. Dizendo assim que: antes o serviço para o rei de Portugal que ir servir na Corte do imperador Carlos V.

- A resolução do desafio colocado a Gil Vicente após a representação da Tragédia Dom Duardos em Maio de 1523.

Resposta dada em Tomar um pouco mais tarde.

- A peça repete a mensagem política (dos Comuneros de Castela) expressa em Dom Duardos na forma de Comédia.

N. 23 - 1523 -  Pastoril Português

 

Pub. 2017 - BNP, Depósito Legal:  428827/17

Título:  Gil Vicente Pastoril Português

Sub.título:  Os líderes na Arcádia

Capa mole, impressos 12 exemplares em papel branco.

Dim. 170x240 mm.  Pag. 98 (texto da peça completo)

(Com edição distribuída em PDF)

 

- Início do ciclo da Saga da Beira: o Império de Carlos V.

A entrada na Cena da política europeia do Imperador Carlos de Habsburgo, dramatizada em comédias sucessivas. Primeiramente: a herança, Arcádia do Poder europeu.

- O imperador, o novo Papa, os líderes europeus e as Nações em formação. Por fim apresenta-se a espectativa em relação à actuação de Clemente VII perante as pressões da França e da Espanha, do Imperador Carlos V.

N. 24 - 1524 - (Regateiras de Lisboa)

                        (ver:  Gil Vicente Os Físicos)

N. 25 - 1524 -  Vida do Paço

 

Pub. 2017 - BNP, Depósito Legal:  428828/17

Título:  Gil Vicente Vida do Paço

Sub.título:  A educação da infanta e o rei

Capa mole, impressos 12 exemplares em papel branco.

Dim. 170x240 mm.  Pag. 180 (texto da peça completo)

(Com edição distribuída em PDF)

 

- Auto da Vida do Paço, uma peça banida pela Inquisição, foi considerada perdida até ter sido, neste livro, pela primeira vez, identificada no Auto de Dom André, publicado como peça anónima ainda no século xvi. Também proibido pela Censura.  No caso as razões da Censura nunca foram questões religiosas, foram sempre políticas e da Corte.

- Os mestres para a Educação da Infanta Maria, à revelia e em confronto com sua mãe e o Imperador Carlos V.

N. 26 - 1524 - Os Físicos

 

Pub. 2017 - BNP, Depósito Legal:  428830/17

Título:  Gil Vicente Os Físicos

Sub.título:  e os amores d' el-rei

Capa mole, impressos 12 exemplares em papel branco.

Dim. 170x240 mm.  Pag. 102 (texto da peça completo)

(Com edição distribuída em PDF)

 

- Figurando o rei de Portugal como um clérigo perdido de amores pela sua madrasta, esta peça foi também proibida pela Inquisição, mais por razões de carácter político e de zelo pelo bom nome da entidade real. Os médicos não são criticados, porque a peça constitui uma paródia à paixão de el-rei (pela documentada proposta de casamento). Um único actor (Gil Vicente) imita os médicos e o padre confessor do rei (frei Diego), todos estes assinalados pelo seu nome.

N. 27 - 1524 -  Feira

 

Pub. 2017 - BNP, Depósito Legal:  428831/17

Título:  Gil Vicente Feira (das Graças)

Sub.título: ...da banca alemã (Fugger)

Capa mole, impressos 12 exemplares em papel branco.

Dim. 170x240 mm.  Pag. 108 (texto da peça completo)

(Com edição distribuída em PDF)

 

- No Auto da Feira Gil Vicente apresenta o início da luta ideológica de preparação para a guerra contra o Estado Pontifício, e seus aliados (França), contra a decisão do Papa (um Medici) de abandonar a banca dos Fugger - e as feiras que tem, Antuérpia e Medina del Campo - estes figurados em Mercúrio (deus dos mercados) e o Imperador figurado no seu mercador-mor, o Tempo, com a sua consciência dividida em partes: no Serafim e no Diabo, vendendo Graças, e virotes...

N. 28 - 1525 -  Frágua de Amor

 

Pub. 2017 - BNP, Depósito Legal:  428832/17

Título:  Gil Vicente Frágua de Amor

Sub.título:  ...a mercadoria de Amor

Capa mole, impressos 12 exemplares em papel branco.

Dim. 170x240 mm.  Pag. 84 (texto da peça completo)

(Com edição distribuída em PDF)

 

- Frágua de Amor é ao mesmo tempo uma crítica ao conceito de Livre Arbítrio de Erasmo e à forja do erasmismo em Espanha por parte da equipa do Imperador, na insistência da luta ideológica em preparação da guerra.

- Desiderius Erasmus, seja desejo de amores, Cupido deus de amor ou simplesmente Amor, na sua frágua (forja) molda as pessoas segunda a vontade (arbítrio) de cada uma, isto depois de Cupido ter entrado em Castela e visitado o imperador...

...pode faltar uma peça - 1525

Texto do Auto dos Almocreves

 

N. 29 - 1525 - Almocreves

N. 30 - 1525 -  Aderência do Paço

 

Pub. 2017 - BNP, Depósito Legal:  428833/17

Título:  Gil Vicente Aderência do Paço

Sub.título: ...da Arcádia ao Paço

Capa mole, impressos 12 exemplares em papel branco.

Dim. 170x240 mm.  Pag. 150 (texto da peça completo)

(Com a edição distribuída em PDF)

 

- Auto de Aderência do Paço, banido pela Inquisição, neste livro identificado no Auto de Florisbel publicado como de autor anónimo. Na peça el-rei João III de Portugal está figurado no Ratinho, pastor de pastores na Arcádia, recuperando de um amor desfeito, sonha em ascender a rei na Serra da Estrela (o mais alto da Beira, o Império). Na Arcádia refugiam-se alguns líderes da Revolução Toledana (Comunidades de Castela - Comuneros)…

Peça representada no casamento de Carlos V com Isabel.

N. 31 - 1526 - Templo de Apolo

N. 32 - 1526 -  Divisa de Coimbra (veja a 2ª edição)

 

Pub. 2012 - BNP, Depósito Legal:  341333/12

Título:  Gil Vicente Tragédia de Liberata

Sub.título: Do Templo de Apolo à Divisa de Coimbra

Capa mole, impresso em papel branco.

Dim. 170x233 mm. Pag. 110 (texto da peça completo)

(Com a edição distribuída em PDF)

 

- Inclui a tradução do Castelhano para Português.

A peça dramatiza a guerra dos camponeses da Alemanha, a par da integração da Borgonha na França, contra a vontade do seu duque, o imperador Carlos V. Intitulada Comédia sobre a divisa da cidade de Coimbra, na acção dramática figuram-se as forças armadas dos senhores da Europa por duas das suas divisas: a Serpe e o Leão. Liberata (indecisa) conduz à morte o seu Amor (Monderigão), transforma-se numa Lebre e desaparece.

N. 32 - 1526 -  Divisa de Coimbra

 

Original digital de 2012,  em PDF

Título:  Gil Vicente Tragédia de Liberata

Sub.título: Do Templo de Apolo à Divisa de Coimbra

Dim. 170x233 mm. Pag. 110 (texto da peça completo)

(Edição distribuída em PDF)

 

- Inclui a tradução do Castelhano para Português.

Esta peça insere-se na continuidade temática de Templo de Apolo, pela entrada do rústico lavrador querendo tomar parte, participar na divisão do Poder…

Com Dom Duardos e Nau de Amores, a Divisa de Coimbra (Tragédia de Liberata), faz parte das grandes obras-primas de Gil Vicente que representam a luta dos Povos do século xvi pela sua Liberdade incluindo a Liberdade de pensamento e sua expressão.

Texto do Auto das Ciganas

 

N. 33 - 1526 - Ciganas

N. 34 - 1526 - O Clérigo da Beira (veja a 2ª edição)

 

Pub. 2012 - BNP, Depósito Legal:  341334/12

Título:  Gil Vicente O Clérigo da Beira

Sub.título: O povo espoliado - em pelota

Capa mole, impresso em papel branco.

Dim. 170x233 mm.  Pag. 118 (texto da peça completo)

(Com a edição distribuída em PDF)

 

- Também referenciado por Auto de Pedreanes, a peça apresenta uma visão analítica da vida política na Europa na preparação para a guerra entre a França (aliada ao Papa Clemente VII, de Pedro_anes) e o Imperador (Valois contra Habsburgo). A Itália arrasada pela guerra, em Janeiro de 1527 vão entrar os mercenários alemães (composto por luteranos, de Lutero_anes).

A Gonçalo (Povo), personagem principal, roubam-lhe tudo.

N. 34 - 1526 - O Clérigo da Beira (Pedreanes)

 

Original digital de 2012, em PDF

Título:  Gil Vicente O Clérigo da Beira

Sub.título: O povo espoliado - em pelota

Dim. 170x233 mm. Pag. 118 (texto da peça completo)

(Edição distribuída em PDF)

 

- Auto do Clérigo da Beira, Auto de Pedreanes, ou Auto da Feira do Paço, trata-se de uma comédia que figura o Povo em Gonçalo, a quem deixam em pelota. Primeiro os rascões (Moços do Paço) roubam-lhe a Lebre (Liberdade- de Liberata), depois todo os frutos, dos seus e do seu trabalho, e por fim até a roupa que levava vestida.

Depois é Pedreanes que o quer casar forçado. Uma aliança política. Uma peça que foi bastante censurada e que apesar disso sobreviveu, apenas com alguns cortes.

 

N. 35 - 1527 - Nau de Amores

Texto de Escrivães do Pelourinho,

o Auto da Feira da Ladra

N. 36 - 1527 - Feira da Ladra

N. 37 - 1527 - Serra da Estrela 

N. 38 - 1527 - Donzela da Torre

N. 39 - 1528 - Breve Sumário da História de Deus

N. 40 - 1528 - Diálogo sobre a Ressurreição

N. 41 - 1528 - Capelas 

N. 42 - 1528 - Festa 

N. 43 - 1529 - Triunfo do Inverno

N. 44 - 1529 - Juiz da Beira

Outras peças ...ainda por ordenar

Brás Quadrado ?

Triunfo de Cupido ?  (1531)

 

 

O Auto de Florença  é de Gil Vicente

(Pois a peça de João de Escobar será o Auto do Duque de Florença)

 

 

Podem faltar ainda 6, 7 ou mais peças…

Amadis de Gaula

Cananeia  (1535)

Caseiro de Alvalade

Dom Luís e dos Turcos 

Dom Fernando

Enanos

Escudeiro Surdo

Farsa Penada

Florença 

Jubileu de Amores  (1531)

Lusitânia  (1532)

Mistérios da Virgem, Mofina Mendes  (1534)

Romagem de Agravados (1533)

Sátiros

Vicenteanes Joeira

N. 60 - 1536 - Floresta de Enganos

- Livros publicados no âmbito desta investigação, da autoria de Noémio Ramos:

(2019)  - Gil Vicente, Auto das  Barcas, Inferno - Purgatório - Glória.
(2018)  - Sobre o Auto das  Barcas de Gil Vicente, Inferno - a interpretação I.
(2017)  - Gil Vicente, Aderência do Paço, ...da Arcádia ao Paço.
(2017)  - Gil Vicente, Frágua de Amor, ...a mercadoria de Amor.
(2017)  - Gil Vicente, Feira (das Graças), ...da Banca Alemã (Fugger).
(2017)  - Gil Vicente, Os Físicos, ...e os amores d'el-rei.
(2017)  - Gil Vicente, Vida do Paço, ...a educação da Infanta e o rei.
(2017)  - Gil Vicente, Pastoril Português, Os líderes na Arcádia.
(2017)  - Gil Vicente, Inês Pereira, As Comunidades de Castela.
(2017)  - Gil Vicente, Tragédia Dom Duardos, O príncipe estrangeiro.
(2015)  - Gil Vicente, Auto dos Quatro Tempos, Triunfo do Verão - Sagração dos Reis Católicos.
(2015)  - Gil Vicente, Auto dos Reis Magos, ...(festa) Cavalgada dos Reis.
(2014)  - Gil Vicente, Auto Pastoril Castelhano, A autobiografia em 1502.
(2013)  - Gil Vicente, Exortação da Guerra, (1515) da Fama ao Inferno.
(2012)  - Gil Vicente, Tragédia de Liberata, do Templo de Apolo à Divisa de Coimbra.
(2012)  - Gil Vicente, O Clérigo da Beira, o povo espoliado - em pelota.
(2010)  - Gil Vicente, Carta de Santarém, 1531 - Sobre o Auto da Índia.
             - Gil Vicente, O Velho da Horta, de Sibila Cassandra à "Tragédia da Sepultura" 
(2ª Edição, 2017)
(2010)  - Gil Vicente, O Velho da Horta, de Sibila Cassandra à "Tragédia da Sepultura".
(2010)  - Gil Vicente, Auto da Visitação. Sobre as origens.
(2008)  - Gil Vicente e Platão - Arte e Dialéctica, Íon de Platão.
             - Gil Vicente, Auto da Alma, Erasmo, o Enquiridion e Júlio II... 
(2ª Edição, 2012)
(2008)  - Auto da Alma de Gil Vicente, Erasmo, o Enquiridion e Júlio II...

- Outras publicações importantes (de diferentes autores):

(2005) - Os Maios de Olhão e o Auto da Lusitânia de Gil Vicente. - Noémio Ramos e outros.
(2003) - Francês - Português, Dicionário do Tradutor. - Maria José Santos e A. Soares.

  (c) 2008 - Sítio dedicado ao Teatro de Gil Vicente - actualizado com o progresso nas investigações.